O Eu Literário

(Foto: O Eu Literário)

(Foto: O Eu Literário)

Pois é. Não é de hoje que blogs tornaram-se comuns, não só entre profissionais do meio “propriamente jornalístico”, mas entre toda uma gama de usuários da Internet que vagam por esta rede imensa e descobriram aqui uma possibilidade infinita e ilimitada de dividir com o mundo – e/ou com suas próprias tribos – seus dizeres, seus pensamentos, seus gostos, suas opiniões (ou whatever). Mas eu confesso que, como jornalista de formação que sou, sempre me senti um pouco na dívida por não ter o meu próprio espaço aqui nesta plataforma. Na faculdade, eram muitos os professores que recomendavam-nos que criássemos nosso blog, mesmo que de forma despretensiosa, só para conhecermos como funciona. É claro que o jornalismo, cada vez mais, tem possibilidades múltiplas de atuação, mas eu ainda sou da turma (com orgulho!) que acredita que o texto – o bom texto, claro – é a principal ferramenta de um jornalista. Ou seja: por essa razão, ter seu próprio blog virou quase que uma exigência subentendia para este profissional. Funciona como um portfólio, sabe?

Pois, bem. Cerca de dois anos depois de formada, cá está o meu. Não tenho grandes pretensões com ele, na verdade; eu confesso. Não se trata de uma grande aposta, planejada e bem-orquestrada. Em meio a um ano de reviravoltas internas e dificuldades profissionais – no mercado como um todo, nada muito particular –, de forma um tanto quanto repentina resolvi criar O Eu Literário. Um espaço diverso, um espaço muito meu. Não sou especialista em nada, não tenho uma grande bagagem nas costas. Pretendo, apenas, compartilhar pensamentos e experiências profissionais, às vezes algumas opiniões. Vez ou outra, quem sabe dividir passeios legais, viagens (estas, mais raras do que eu gostaria)? Coisas minhas, coisas nossas. Humildemente. Como a vida é corrida e estamos na luta diária, né, não me comprometo, pelo menos inicialmente, com uma super-regularidade de postagens. Mas espero conseguir me fazer bem presente. Mais importante do que a presença em si, espero ter coisas interessantes para trazer aqui.

Ah, aliás, sobre o nome do blog, engana-se quem vir e fizer uma instintiva associação com mais um site de resenhas de livros. Não é por aí a ideia! Como mencionei acima, isto vai ser uma miscelânea criativa. Como meu trabalho está relacionado a lidar com textos (literatura também, mas principalmente com não ficção, na verdade), peguei daí, livremente emprestado, o termo “literário”. Afinal, tudo que eu escrever aqui terá embutido um quê literário, né? Ao longo das postagens, vocês vão entendendo melhor a proposta. E eu também. Mas podem esperar coisas do meu mundo. Jornalista, atualmente trabalhando com produção editorial, carioca, na casa dos vinte e poucos anos.

Sejam bem-vindos!

Beijos,

M.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s