Bienal do Livro – Rio 2015

Já tinha um tempo que eu não ia à Bienal do Livro. Estava ansiosa para ir este ano; me sentia criança novamente. E minhas expectativas não foram quebradas. Assim que pisei naquele espaço gigantesco (e, desta vez, com uma credencial de “Editor” pendurada no pescoço, o que me fazia sentir ainda mais nas nuvens, confesso) e me vi rodeada de estandes, livros e editoras enormes por todos os lados, dei um sorriso daqueles que brilha e pensei: “Estou em casa!”.

Fui apenas como visitante, pois a editora em que trabalho não participa da Bienal – é um evento para “as grandes”. E não estava sozinha, fui em uma pequena caravana familiar. Por isso, e por um cansaço físico que me/nos consumia, não permaneci por tanto tempo lá. Fissurada por ver livros e escolher os que compraria, só no final me dei conta de que acabei esquecendo de dar mais atenção à parte da programação cultural. Não vi muita coisa legal, que depois fiquei sabendo que tinha; também não assisti a nenhuma palestra nem bate-papo com autores. Valeria a pena fazer uma nova viagem – sim, porque juntando a distância com o trânsito infernal é isso que vira – até lá neste final de semana só para ver tudo isso, mas não sei se vou poder. Mas, enfim, valeu a pena.

Comprei cinco livros (que estão na lista de espera das leituras ainda), e fiquei chateada porque três que eu tinha anotado não constavam lá. O que encabeçava minha listinha, Suicidas, inclusive. 😦 Mas tudo bem, mês que vem eu vou a uma livraria qualquer e procuro os que não encontrei. Os livros que comprei estão na foto no final deste post, para dividir com vocês. (Obs.: Essa, aliás, é uma dica valiosa: ir com uma listinha de livros pré-selecionados para ver e procurar lá, porque é taaaanta opção pulando por todos os lados que a gente acaba se perdendo!)

Ainda sobre minhas percepções da Bienal em si, confirmei minha aposta, que já tinha comentado aqui (O momento atual: livro vende?): o evento, cada vez mais, é pensado prioritariamente para os adolescentes e jovens adultos. Além de este ser o público que eu mais vi lá no dia em que fui – mas também havia muitas crianças, pais, adultos e até pessoas mais velhas, galera de todas as idades mesmo –, também senti isso pelo modo como as editoras fizeram/montaram seus estandes e faziam suas divulgações, sem contar nos diversos “personagens” de sagas young adult que vagavam pela feira, inclusive autores fantasiados, atraindo muita atenção dessa galera, dando muitos autógrafos e tirando várias fotos. Bacana. Marca de um mercado que continua crescendo e tem dado um gás para as vendas de livros.

A única decepção foram os preços. Até vi algumas promoções em algumas editoras, mas bem poucas. A maioria dos livros estava com os preços normais. Acho que um evento literário desse porte e dessa magnitude poderia (e deveria) investir mais em descontos, de maneira mais homogênea.

Por fim, fica um lembrete importante: a Bienal do Livro é fantástica mesmo! Mas existem várias outras feiras e festas literárias espalhadas pelo país. Muitas nem chegam ao conhecimento do grande público. Fiquem ligados, vamos continuar prestigiando a leitura e o mercado editorial brasileiro. Vêm muitas feiras de livros legais por aí, e eu espero que todos que foram à Bienal vão a todas estas também. 😉

Sei que alguns aí quase todas as pessoas da Terra já leram, rs. E aí, boas recomendações sobre minhas aquisições? <3

Sei que alguns aí quase todas as pessoas da Terra já leram, rs. E aí, boas recomendações sobre minhas aquisições? ❤

Por hoje, é isto. Neste final de semana, vai ter postagem em “Da minha profissão” novamente! 😉

Beijinhos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s